sábado, fevereiro 23, 2008

Longboard: Saiba Mais Sobre o Skate Grandão

Saudações amigos do Skate é Cultura! Há muito tempo atrás, recebi uma colaboração muito especial de um cara que sabe muito sobre skate. Esta pessoa é o Marcos ET, redator da Tribo Skate e um importante skatista de nossa história. Com toda a correria que estava por aqui, acabei por adiar esta postagem. Mas, hoje chegou o dia, e por isso, vou postá-la na íntegra.

Confira logo abaixo uma matéria exclusiva sobre o longboard, que aborda desde os produtos, campeonatos e até um breve histórico. Tudo isto feito sob o olhar de Marcos ET. Check it out!
____________

Saiba mais sobre o Longboard

Por Marcos ET

Assim ouvi dizer

Diz à lenda que o longboard começou no Brasil, na “Pracinha do Skate”, no bairro Paulistano do Sumaré por volta de 79. Esta novidade foi trazida pelo skater local da área, o “Tchap-Tchura”, em sua bagagem, depois de uma ida aos States. Não tem como definir se isto é verdade ou mentira, assim como apontar quem foi o primeiro a dropar as ladeiras de qualquer lugar do país com uma gunzeira, superior a 36 polegadas, já que os boards da época não ultrapassavam 28 polegadas. Certeza ou não, o importante é ter a noção de que o long aportou em terras tupiniquins, com o objetivo de dar uma nova dimensão ao skateboard. Andar com o único e exclusivo prazer de dropar uma lomba e literalmente surfar sem o compromisso, ou seja, divertir-se ao máximo.


O termo surfar pode parecer meio forçado, mas o estilo clássico do longboard, assemelha-se ao ato de surfar com uma prancha de long. A principal semelhança é o próprio estilo das manobras, porque tanto dentro da água como no asfalto, o mais importante é trabalhar toda a extensão do deck, andando sobre ele literalmente. A manobra mais famosa dos dois estilos é o hang-ten, que consiste em posicionar-se com os dois pés no nose. Este classic style faz parte da história tanto do skateboard quanto do surfboard. Indiferente se é long ou short, esta manobra atravessou décadas, sendo um símbolo de radicalidade. Os dois pés juntos no nose eram radicais, num tempo que esta palavra não era desperdiçada com qualquer bobagem, como hoje em dia, em que todos os esportes são radicais (fuck!).

+ História

Se haviam longboards eu não sei, mas que a capital mineira (BH) viveu seu auge nos dias 16 e 17 de setembro de 78, isso é fato. Neste fim de semana aconteceu o “Skate Yankee-Lual”, campeonato de ladeira que tinha speed, rampa, estilo livre e slalon. Foram cerca de 402 inscritos e um público estimado de mais de 18 mil pessoas. A confirmação de que se havia algum long, isso eu não encontrei em lugar nenhum para confirmar, mas ficou registrado na memória de quem vivenciou aqueles dias.


Longboard é skateboard, só que maior?

Teoricamente sim. Mas, o material para a sua fabricação muitas vezes é diferente: shape, rodas e trucks, não se diferem apenas no tamanho. Muitas vezes as rodas e eixos também são bastante incomuns em relação àquelas usados nos skates de street. Materiais empregados com durezas diferenciadas, eixos que fazem mais curvas (devidos ao sistema de amortecedor), rodas bem moles. Não é de hoje que o long invade as pistas e mesmo o street, deixando de lado o estilo clássico. Mas, como skate é evolução, é natural que os longboarders queiram mandar manobras de skateboard, como flips e slides. Tudo é skate!

Retomada

Na segunda metade da década passada, o long começava a dar sinais de vida, impulsionado principalmente pela galera das antigas e pelos surfers de plantão. Tanto que no ano 1998, a marca de tênis Redley, lançou um champ em Alphaville-SP, dando início à ressurreição do longboard, só que com uma nova dimensão e interesse.

O deck

No início dos anos 80, quase todos os decks eram artesanais. Até as portas transformavam-se em longs. Só na metade da década é que a Urgh! e a VicForner, aventuraram-se na confecção de decks para longboard. Hoje são inúmeras marcas que produzem aqui no Brasil, inclusive uma marca americana, chamada Gravity. Esta licenciou seus longs para serem fabricados no Brasil, sob a direção do Sérgio “Yuppie”. Os decks são sempre superiores a 40 polegadas, mas existem mini-longs e fun boards, que são decks menores e mais fáceis de mandar manobras de skate. Eixos largos, rodas grandes e macias: assim tem que ser o long.

Long 70’s

O long teve seu grande impulso na primeira retomada do skateboard na América, por volta de 1975/76, antes da explosão das skateparks (76 a 79). Nessa época, sentir a sensação de vento na cara era a melhor coisa, puro surfstyle! Além das grandes ladeiras da costa oeste norte-americana, os reservatórios de água também eram uma ótima pedida para dropar e subir pelas paredes, sempre no classic style.

Especializado

Site: http://www.40polegadas.com.br/

Primeiros passos

Praticar em inclinações suaves e de preferência em ruas largas, para poder andar em zig-zag, cavado próximo às calçadas. Depois é pegar o jeito de andar sob o board, mudar as bases, sempre em sentido de "S", e aí por diante, evoluindo e divertindo muito. Estas são as regras para se tornar um longrider.


Drop eternos

Andar de long é sentir o vento na cara, é estar despreocupado, querendo apenas curtir, Desencanado de qualquer modismo ou manobra. Andar de long é surfar no asfalto, nas paredes. Andar de long é relax puro. Na veia!


___________

Esta foi mais uma matéria que contou a colaboração especial de Marcos “ET”. Gostaria de agradecê-lo por compartilhar mais este interessante texto, que com certeza agradará vários leitores. Fique ligado, pois em breve haverá mais matérias para toda a galera que curte descer uma ladeira com seu skate! Aguardem!

Legendas:

Foto 01:
Wagner Bê - Revista Overall, 1986.
Foto 02: Bruce Walker, 1976.
Foto 03: Tom Sims, 1976.
Foto 04: Hélio Grecco - Revista Yeah!. Número 06. 1986.
Foto 05: Classic Longboard Surf.
Foto 06: Rodrigo (tail whellie one footed).
Foto 07: Marco Aurélio "Léo" (180° backside).

O que você achou desta matéria? Deixe seus comentários logo abaixo ou na caixa de mensagens.

Colaboração texto e fotos: Marcos ET

Por: Giancarlo Machado

23 comentários:

Bruninho disse...

AEEE
Legal esse resumo, quem nunca esperimentou uma roda mole, que adere no asfalto, uma pranchona e uma ladeira, deveira tentar... uma das melhores sensacoes, liberdade pura!!!
Abracos a todos

João disse...

Ouvir a roda chiando na descida, sentir o vento aumentando, a perna ficando mais leve... opaaa!!!

Bom demais!! Mas pra quem não tá acostumado (digo eu) dá um medo absurdo!!!

luvico disse...

Descer uma ladeira de manhã em um lugar vazio sem veículos ou pessoas com amigos é uma preciosidade da vida.
Fazer aquelas curvas fechadas de asfalto liso reluzindo com a luz do sol e posicionando o corpo pra não cair é adrenalina pura, radicalidade total.

Se não houvesse nenhuma maneira de cair e se estabacar não seria tão radical quanto é.

Mas quem disse que o skate precisa ser sempre extremo?
Não posso ter certeza de nada nessa vida mas quando eu chegar nos meus 40 anos com filho ou sem filho vou continuar a andar de skate nem que seja no Parque da Cidade ou um lugar tranquilo para aproveitar a sensação do momento de ficar sobre uma tábua... sem preocupações... sem preblemas... sem estresse... mente limpa.

Skate faz bem pro coração!

Ondunha disse...

Aí galera do Long, boa tarde hoje eu ando de duas rodas de long mas antigamente eu andava de skaitinho normAL veja o meu video no myspace

http://vids.myspace.com/index.cfm?fuseaction=vids.individual&VideoID=7815173

Anônimo disse...

ANDAR DE LONGBOARD E TUDO,tive o imenso prazer de conhecer o longboard em 2001 e numca mais esqueci a verdadeira sensação de deslisar pelo alfalto quente,tive o enorme privilégio de andar no RÉTÃO DE TAIPAS,meu lá tem drop chapado, é imperdível, fica proximo ao pico do jaraguá em sampa

marco aurelio de disse...

Pra mim andar de longboard é realmente surfar no asfalto,é claro cair faz parte mas é só leventar e começar tudo denovo sem medo, só não vale amarelar...

marco aurelio de disse...

Desde crinça sempre curti o Skate,andava em quase todos os lugares, pacaembu,praça roosvelt,skatepark são caetano isso em 1987,em 2001 conheci o longboard, aí hum, só alegria, tomei vários capote,já fui parar no hospital diversas vezes más numca desisti de andar de longboard,tudo isso porque sempre quis drops cabulosos, isso é adrenalina total...

Turcorossi disse...

Comprei meu longboard a 3 dias e ainda não deu tempo de largar na lombada, estou procurando as dicas primeiro pra não rachar o queixo no asfalto...
Mandou super bem na materia...
Acho q existe uma galera querendo saber como andar de long, seria legal passar uma materia ensinando os primeiros passos em detalhes....
Floww galera super abraço.

Creazzy disse...

Turcorossi,em primeiro lugar obrigado pelo seu email,então ai vai algumas dicas pra vc brother:Não tenha medo,pois no long o medo é proibido,comece andando em ruas planas e calmas até vc pegar o dominio total do seu long,andando em zig zag de um lado a outro da rua,com o passar do tempo vc vai soltando mais velocidade,se vc ver que está desenvolvendo muita velô,tente voltar ao zigzag(slalon)

Talita Soares disse...

Comecei a andar de long board a pouco tempo e estava super interessada em achar a parte histórica do skate, e achei muito interessante o que vocês apresentaram aí, mataram boa parte da minha curiosidade.
VALEU DEMAIS :)

Fernando disse...

Sempre curti o estilo, mas nunca comprei o pranchão pq minha mãe ficava doente só de pensar que eu tava andando de skate rua à fora. Hoje, ela já está mais livre do preconceito e estou querendo comprar um long pra mim. Gostaria de saber se existe alguma especificação que a prancha deve ter em relação ao meu peso altura e essas coisas, como é com as pranchas de surf. Se alguem puder me dar umas dicas agradeço...

Anônimo disse...

cara, long é vida. street é bom, mas fica no xinelo com o long. quem nunca andou ñ sabe o q ta perdendo

Anônimo disse...

cara, long é vida. street é bom, mas fica no xinelo com o long. quem nunca andou ñ sabe o q ta perdendo

Anônimo disse...

Pessoal, eu comprei um skate longboard, e estou aprendendo a andar, mas eu estou em duvida qual é o lado certo, a ponta dele deve estar na frente ou atras? quando eu coloco na frente fica mais facil de fazer curva, mas eu ja vi muita gente com a ponta dele virada para traz, e eu fiquei em duvida, alguem me ajuda ai?

jefferson silva disse...

sou apaixonado por long board ; e indico a qualquer um ; a sensação de liberdade é demais e só entende quem curte ! é um vôo rasante ´ é surfar no asfalto !

jefferson silva disse...

sou apaixonado por long board ; e indico a qualquer um ; a sensação de liberdade é demais e só entende quem curte ! é um vôo rasante ´ é surfar no asfalto !

alexandro disse...

Ae galera! me chamo alexandro trajano ou ( sandro) completei meus 33 anos com estilo no dia do meu aniversário, no dia 15/07/2012 percebi que a vida passa muito rápido e que muitas coisas que deixamos de fazer, as vezes por medo ou por falta de oportunidade nos frustam no futuro, então resolvi que já estava na hora de eu criar coragem e resolvi realizar uns dos meus desejos andar de skate e por sorte dei de cara com o long e quer saber amor a primeira vista comecei andar no outro dia já tomei uns rolas de leve é incrível a sensação eu recomendo liberdade!só quem é sabe !!!

Kelly duprey disse...

Para bens pelosite muito bom desejo de coração skatista muito sucesso pra ti

hua290900 disse...

Heey, para diminuir a velo, é melhor o Zig-Zag ou tem outro modo ?

Matheus Dias disse...

Anda de long é foda eu tenho 15anos ando d e street des dos 6anos mas a um ano atrás comprei um long é quando desci minha primeira ladeira entendi pq as pessoas adoram anda de long =D

Matheus Dias disse...

A sensação é única muito animal ¡ É uma parada q poucas pessoas tem o prazer..

Anônimo disse...

Olá vou comprar um longboard com estas caraqueteristica (Conheça o Long Board X7 Speed Ii!

Fabricado em madeira tratada e resistente, o Long Board X7 Speed Ii vai te proporcionar momentos de muita descontração, com a garantia de qualidade e segurança.

Ele tem base antiderrapante e rodas em poliuretano, de 70 mm. Além disso, a parte inferior do shape apresenta uma bela ilustração, para completar o visual urbano e moderno. Compre já o teu!

Principais Características

Material: Madeira tratada e resistente
Base Antiderrapante
Rodas: Poliuretano
Peso aproximado: 3.700 Kg
Dimensões do produto cm (AxLxP): 109 cm x 23 cm x 1 cm
Garantia: Contra defeitos de fabricação) O q vc acha

Fesurfattack disse...

Morei 10 anos na esquina da "Pracinha do Skate", entre 88 a 98, onde aprendi realmente a andar de skt/long, e até hoje dou uns rolês. Minha ex-casa ficava em frente da casa do Mahal Mauricio (dancarino do grupo futurístico Vitrine Viva)(kd vc Mahal?) e, a garagem da casa dele, serviu provisóriamente para a oficina da VicForner (o logotipo era uma moscona de frente) ! Eu mulecão de tudo, ia lá quase todos os dias dar uma sapeada na produção e claro, até ganhei e comprei uns shapes tb. !! Bons tempos que nao voltam +........

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails